quarta-feira, 14 de março de 2007

King e King e mares em Titã



Hoje li no Uol o artigo Contos de fadas homossexuais para estudantes britânicos e me lembrei de como fiquei encantado quando encontrei aqui em Madrid um acervo crescente de livros que apresentam aos leitores infantis o tema da diversidade familiar e sexual. King & King (Rey y Rey, en castellano) é um deles, mas há também Paula tiene dos mamás, Las bodas reales, Mi padre tiene un novio policía, , El secreto de las familias: una historia de dos niños con dos mamás y muchos dragones, El príncipe enamorado e muitos outros. Pensando neste universo de crianças que são filhas de gays e lésbicas, Anna Paula Uziel, Miriam Grossi e eu escrevemos o artigo A escola e @s filh@s de lésbicas e gays - reflexões sobre conjugalidade e parentalidade no Brasil, a ser publicado em uma coletânea organizada pelo Ministério da Educação. Infelizmente, ainda não se trata de um artigo para crianças - coisa que seria fenomenal -, mas destina-se a estimular o debate sobre como as escolas podem e devem acolher sem preconceitos @s filh@s de homossexuais solteiros ou em situação de conjugalidade. Num mundo de tantas e tão interessantes transformações, ainda há tempo para o Vaticano divulgar um novo documento doutrinário (Sacramento Caritatis), que condena o divórcio, o segundo casamento, o casamento gay, o aborto, a eutanásia, e reafirma o celibato dos padres. Ufa, que canseira... mas nada de novo no front. O que hoje me anima mesmo é que parecem ter descoberto mares em Titã, lua de Saturno. Em tempo: acrescentei duas coluninhas novas no blog: a das músicas e a dos filmes preferidos, com direito a pequenos vídeos.

3 comentários:

Sil disse...

Esses livrinhos para criança são o máximo.

Claudia disse...

Na Inglaterra esses livrinhos também são comuns. É uma excelente iniciativa. Já no Brasil...

Anônimo disse...

Luiz,
estou curiosa para ler o teu artigo.
Bem posso usar nas minhas aulas.
beijos,
Lili