quinta-feira, 17 de julho de 2008

Coringa



Batman - Cavaleiro das trevas estréia no Brasil amanhã. Depois do cowboy atormentado pela homofobia internalizada, em Brokeback Mountain, Heath Ledger fez do Coringa um impressionante queer-vilão. E, por nossa senhora do ballet moderno, nem de longe pensar que queer é sinônimo de gay...

Um comentário:

S:l disse...

Querido, tenho andado com a maior preguiça de cinema... sabe como é, casa nova, internet, dvd... tudo contribui para assistir as coisas por aqui mesmo. Mas depois que li seu post não resisti e fui assistir ao coringa (e não ao Batman :)
Adorei o filme. Adorei o vilão. Tudo muito perturbador... mas interessante.
As observações são muitas, não dá pra falar tudo aqui. Vi no Moma de Nova Iorque uma mostra sobre super-heróis e como eles são o reflexo de cada período histórico. Pensei nisso o filme todo. Confesso que ao longo do filme foi ficando cada vez com mais saudade do batman barrigudo do nosso tempo, dos anos 70, acompanhado do menino prodígio robin e com vilões que só nos faziam rir. Mudei eu, mudou o Batman, mudamos todos. Porque tão sérios, né?
beijos, saudades